Como manter a amamentação mesmo depois de regressar ao trabalho

O regresso ao trabalho após teres um bebé é uma fase muito desafiante.

É normal haver ansiedade seja pelas horas da separação do bebé seja pela dificuldade em encontrar novas rotinas de modo a manter a amamentação. O medo de perder o leite nesta fase é dos maiores medos que surgem, mas há muitas outras dúvidas que as mães levantam:

    • será que ele fica bem sem mim?
    • como é que ele vai adormecer?
    • como vai beber o meu leite?
    • será que vou conseguir extrair leite?

 

Tens algumas destas na tua cabeça? Vais dar por ti a questionar todos os cuidados ao bebé na tua ausência e é importante que te sintas segura e confiante neste regresso.

Planear é a chave para manter a amamentação e diminuir a ansiedade nesta fase. Este planeamento tem de ter em conta vários fatores como a idade do bebé na altura do regresso, se está em amamentação exclusiva ou já introduziu a alimentação complementar e a quem ficará entregue.

Já passei por muitos regressos ao trabalho, mas houve um que me marcou mais, hoje trago-te essa história.

“Enquanto conduzia senti aquela sensação de vazio, de falta de qualquer coisa, pensei que afinal era cedo, senti aquela angústia da separação, da incerteza, do regresso “ao trabalho”. Tinha tentado fazer um stock de leite, mas a tarefa foi mais complicada do que eu inicialmente pensei.  Primeiro descobri que a minha bomba estava estragada, não a usava há mais de 1 ano, e agora que era precisa não funcionava.  Depois para arranjar tempo de extrair leite, estando a amamentar 2 bebés em livre demanda, também não foi fácil.

Finalmente, com empenho e alguma estratégia, consegui fazer um pequeno stock SOS.

Naquele dia deixei a Rosa pela primeira vez com alguém, mais que uma hora e ainda por cima sem previsão de hora de regresso!

Deixei com ela o stock de leite que consegui fazer, fraldas, roupa extra, sopa e até uma papa instantânea (que ela ainda nem tinha experimentado) e confiei que ia correr tudo bem.  A avó e a mana mais velha ficaram encarregues da missão de cuidar da Rosita, que até agora era minha companheira para todo o lado, 9 meses in e 7 meses out.

Foram só 6 horas,  mas o suficiente para mais uma vez na minha vida passar pela ansiedade que é regressar ao trabalho depois de ter um bebé.

Nesta história podes ver claramente que o que me faltou foi o planeamento com tempo.

Algumas dicas para te ajudar no teu plano.

 

Fazer stock de leite 
Não é necessário fazer um grande stock de leite nem começar muito cedo.  Pensa comigo, se extraires 100ml de leite todos os dias ao fim de um mês tens cerca de 3 litros de leite armazenado. Depois vais repondo o stock com o que extraires no dia a dia já estando a trabalhar.

Como armazenar leite materno extraído 
O leite materno extraído deve ser armazenado congelado. Há várias opções de recipientes para este efeito, deves usar o que achares mais cômodo para ti. Opta por congelar quantidades diferentes para evitar desperdícios assim vais conseguir que o stock seja mais bem gerido e dure para mais tempo.

Como e quando oferecer o leite ao bebé
O LME deve ser oferecido ao bebé sempre que ele pedir ou mostrar sinais de fome, lembra-te que até aqui ele mamava sempre que queria (livre demanda).  O biberão é apenas uma das opções para dar leite a um bebé. Se o bebé até aqui nunca usou biberão e não queres introduzir agora, não te preocupes, o cuidador pode oferecer o leite materno por copo, palhinha, seringa, colher ou utilizar o leite materno para fazer as papas do bebé.

Como manter a produção de leite
Durante a jornada de trabalho deves fazer uma pausa a cada 3 horas para extrair leite ou sempre que tiveres oportunidade. Sempre que estiveres com o bebé aproveita para amamentar.  As mamadas noturnas são de grande importância nesta altura já que a prolactina está mais activa durante o repouso da mãe, amamenta o teu bebé durante a noite, mesmo que ele não acorde.

Como repor o stock de leite 
O leite extraído durante o horário de trabalho pode ser o suficiente para o bebé no dia seguinte, para isso não precisas de congelá-lo. Por outro lado podes preferir ir dando o leite mais antigo ao bebé e fazendo a reposição com o leite extraído no trabalho.

Lembra-te que a lei prevê que a mãe que amamenta, independentemente da idade do bebé, tenha redução de horário para esse efeito.

 

Do site da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego

Dispensa diária para amamentação durante o tempo que durar a amamentação, gozada em dois períodos distintos, com a duração máxima de uma hora cada, salvo se outro regime for acordado com a entidade empregadora, devendo a trabalhadora apresentar atestado médico se a dispensa se prolongar para além do primeiro ano de vida do/a filho/a.

Deves comunicar a sua intenção de usar este direito à entidade empregadora antes do seu regresso. No site http://cite.gov.pt/ encontras também uma calculadora que te ajudará a calcular as horas de dispensa a que tens direito.

Estar informada e planear o teu regresso à actividade profissional vai ajudar-te a reduzir o stress em ti e no bebé e prolonga a amamentação.

Não deixes de te preparar para esta fase tão importante.

Bom regresso!

One thought on “Como manter a amamentação mesmo depois de regressar ao trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!